Os 7 melhores exercícios para a terceira idade


A pirâmide etária dos países vem mudando e com o Brasil não é diferente. Temos mais idosos na população devido a um aumento da expectativa de vida. Buscando uma melhor qualidade de vida, pessoas que se encontram na terceira idade estão cuidado mais da saúde, melhorando a alimentação e praticando mais exercícios.
Porém, esse grupo possui características únicas quando comparado a outros. Existem doenças que surgem, com maior frequência, com o avançar da idade. Os ossos tendem a ficar mais frágeis e a força muscular já não é a mesma. Por conta disso preparamos uma lista com os exercícios mais adequados para aqueles que estão na melhor idade.
Exercícios dentro da água, em geral, são ótimos para quem já passou da casa dos 60 anos. Eles reduzem o peso do corpo e também amortecem o impacto entre as articulações. Desta forma, as chances de lesão são mínimas.
Tanto a natação quanto a hidroginástica ajudam a melhorar a circulação sanguínea e o sistema cardiorrespiratório como um todo. A natação, em particular, consegue dilatar os vasos do sistema respiratório facilitando as trocas gasosas. É um exercício excelente para aqueles que sofrem com a falta de ar.
A corrida melhora o funcionamento do sistema respiratório e cardíaco além de fortalecer a musculatura, facilitar a coordenação motora e o equilíbrio. Apesar de trazer muitos benefícios, a corrida também pode trazer malefícios se não for bem orientada.
Os cuidados já devem começar na hora de escolher o calçado que devem ter um bom sistema de amortecimento para reduzir ao máximo o impacto articular. Saber escolher uma roupa que ajude na evaporação mais rápida do suor também é outra coisa importante.
Comece sempre pelo básico, ou seja, pela caminhada. Se você for correr quilômetros logo no primeiro dia o seu corpo não vai aguentar. Pessoas com hipertensão arterial não devem nem sonhar em fazer isso. No início faça tudo de forma mais lenta e vá aumentando a velocidade gradualmente.
Quem foi que disse que musculação é só coisa de gente jovem? Nada disso! Aliás, esse tipo de atividade física é excelente para os idosos. A tração muscular provocada pela carga aumenta a absorção de cálcio pelos ossos o que é perfeito não apenas para a prevenção da osteoporose como também para quem já tem a doença.
Além disso, a musculação reduz a frequência de dores causadas pela tensão muscular como, por exemplo, a dor nas costas e dor de cabeça. Você se sente muito mais animado para as atividades do dia a dia e ainda libera serotonina, um poderoso neurotransmissor que vai te deixar de bem com a vida.
Além da corrida, é claro, temos a caminhada. É um ótimo exercício, principalmente para quem não gosta de praticar essas atividades sozinho. É boa opção para aqueles que nunca praticaram exercícios e agora desejam mudar os hábitos.
Caminhar, todos os dias, por 1 hora é uma forma de reduzir a incidência de doenças cardiovasculares em até 30%. É uma atividade física que pode ser usada para dar início a outras, fazendo com que o corpo entre no ritmo.
Outra boa opção para quem quer unir o fortalecimento muscular com a melhora do sistema respiratório. O Pilates também ajuda a melhorar a coordenação motora, previne doenças musculares e esqueléticas e trabalha a região do Core, responsável pelo equilíbrio do corpo.


Hoje em dia você pode encontrar muitos grupos da terceira idade que andam de bicicleta em grupo. Além de ser mais seguro você ainda passa a conhecer várias pessoas. Esse exercício fortalece, principalmente, os membros inferiores. Isso é excelente já que os idosos costumam sofrer mais quedas por conta da fraqueza muscular própria da idade.
Um exercício bastante divertido, que te deixa mais descontraído e ainda ajuda a conhecer novas pessoas. A dança é uma boa maneira de estimular não apenas a musculatura e coordenação motora como também o cérebro. Ela exige mais atenção e novos aprendizados o que acaba criando mais sinapses, melhorando o sistema cognitivo.
Procure sempre manter o seu corpo em movimento. Procure um exercício que você goste de fazer e com o qual você sinta maiores resultados. O mais importante é estar sempre sendo orientado por um bom profissional, mesmo que seja necessário pagar um pouco a mais por isso. Afinal de contas, a nossa saúde é o bem mais precioso que temos.
U Marcos A

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dez atitudes para reprogramar seu cérebro e emagrecer

8 DICAS PARA FICAR EM FORMA ATÉ O FINAL DO ANO